Jesus, Maria Magdalena e Da Vinci
The Visit  -  Loreena Mckennitt
The Mask And Mirror  -  Loreena Mckennitt
The Book Of Secrets  -  Loreena Mckennitt
Live In Paris And Toronto  -  Loreena Mckennitt
Elemental  -  Loreena Mckennitt
Parallel Dreams  -  Loreena Mckennitt
  Adicione MisteriosAntigos.Com aos seus Favoritos Indique MistériosAntigos.Com para os seus amigos... Clique aqui para imprimir esta página...
A Day Without Rain   -   Enya
Paint The Sky With Stars  -  Enya
Shepherd Moons  -  Enya
Watermark  -  Enya
The Memory Of Trees  -  Enya
The Celts  -  Enya
   
   
 
 
NOTÍCIAS MISTERIOSANTIGOS.COM..

Santo Graal – Jesus, Maria Magdalena e Da Vinci - Parte IV

 

Em 1495, Leonardo da Vinci começou a pintar “A Última Ceia” numa parede do refeitório da Igreja de Santa Maria delle Grazie, em Milão.

Igreja de Santa Maria delle Grazie, em Milão

No documentário transmitido pela emissora GNT, a jornalista entrevista o padre da Igreja de Santa Maria delle Grazie e admirando a pintura ela faz a seguinte pergunta ao padre:

Última Ceia por Leonardo da Vinci  -  em italiano, II Cenacolo ou L'Ultima Cena - 1495-1497

 

- Não é possível que seja uma mulher ao lado de Jesus? E o padre responde: “Não, claro que não”. A jornalista insiste: “Parece uma mulher”. O padre afirma: “Não parece”.

Árvore Genealógica - Parte I Árvore Genealógica - Parte II

 

Jornalista entrevista o padre da Igreja de Santa Maria delle Grazie

 

A jornalista não satisfeita com a resposta do padre, volta a questionar: “Porque acha que não?”.

 

Jornalista entrevista o padre da Igreja de Santa Maria delle Grazie

 

Ele responde dizendo, que parece um homem jovem. Ele não tem seios. Ele tem cabelo comprido, mas que Cristo também tem...

E também Tiago, aquele com os braços estendidos, tem cabelo comprido.

 

 

 

 

 

A jornalista demonstra insatisfação com a resposta do padre e afirma: Mas os outros rostos são bem masculinos, enquanto o rosto de “João” é bastante feminino.

 

A jornalista demonstra insatisfação com a resposta do padre e afirma: Mas os outros rostos são bem masculinos, enquanto o rosto de “João” é bastante feminino.

O padre conclui dizendo, que na maioria das representações da Última Ceia em Florença, ele aparece como um homem muito jovem.

É evidente que na pintura de Leonardo da Vinci vemos claramente uma mulher, mas alguns Historiadores da Arte consideram essa idéia maluca e bizarra; talvez seja porque nós vemos o que nos mandam ver.

As pinturas são simbólicas por natureza...

 
 

As pinturas são simbólicas por natureza e de acordo com Dan Brown existe um forte significado na posição dos corpos deles (Jesus e Maria Madalena).

Eles formam um “V”. O V é um símbolo muito antigo, muito antes de Da Vinci, é o símbolo do feminino, ele representa basicamente o útero em seu mais puro sentido simbólico.

Segundo Carlo Pedretti, Historiador de Arte e diretor do Instituto Leonardo de Florença, em 1979 ele disse a mesma coisa, acredita que seja uma mulher ao lado de Jesus, seria Maria Madalena e não João. Ele é um dos maiores estudiosos de Da Vinci.

No documentário, Carlo Pedretti mostra uma obra que é uma cópia de “A Última Ceia” por Marco D’ Oggiono.

A Última Ceia por Marco D’ Oggiono

 

Retrato feito pelo aluno, um retrato feminino a partir do rosto de João, o apóstolo “João”

 

 

 

Pedretti acredita que o trabalho de um dos melhores alunos de Da Vinci pode provar que a pessoa é uma mulher.

No documentário ele apresenta um retrato feito pelo aluno, um retrato feminino a partir do rosto de João, o apóstolo “João”.

 

 

 

Pedretti acredita que o trabalho de um dos melhores alunos de Da Vinci pode provar que a pessoa é uma mulher

 

A pessoa pintada no retrato é a mesma pessoa que vimos antes, com o mesmo tipo de cabelo. Um cabelo bonito e cacheado, caindo como uma cascata e traços delicados. Certamente não é um homem, conclui Pedretti.

Mas se Da Vinci sabia algo sobre Maria Madalena que a maioria das pessoas não sabia, quem lhe deu essa informação?

 

 

 

 

O livro “O Código Da Vinci” sugere que ele pertencia a uma Sociedade Secreta que transmitia esse conhecimento perigoso de geração a geração. Mas em nossa pesquisa não nos baseamos no livro de Dan Brown, mas podemos afirmar que ele foi um dos pontos iniciais de nossas investigações em relação aos estudos aqui apresentados, confirmamos cada época, cada lugar e muito além, para que pudéssemos publicar a história mais próxima da razão.

Biblioteca Nacional Francesa

 

No início dos anos 60, foram descobertos documentos nas estantes da Biblioteca Nacional Francesa, os chamados “Documentos Secretos”, ou “Lês Dossiers Secrets”. Não se sabe realmente a sua origem. O fato é que em 1966, antes de morrer, o autor destes “Dossiers Secrets”, Leo Schidlof, teria colocado estes documentos em uma maleta confiada ao courier Fakhar il Islam, que a entregaria para um agente do Priorado em Genebra.

Fakhar il Islam misteriosamente não chegou ao seu destino e em 20 de Fevereiro de 1967 seu corpo foi encontrado decapitado em uma ferrovia em Melan, fato comprovado e registrado em jornais da época. A maleta com os documentos desapareceu.

 

 

Os documentos se referem várias vezes ao “Priorado de Sião” e a vários de seus Mestres através dos séculos. Os nomes incluem alguns dos mais famosos artistas e pensadores ocidentais como: Isaac Newton, Botticelli (Sandro Filipepi), Nicolas Flamel, Robert Boyle, René D’Anjou, Jean de St. Clair, Victor Hugo, Louis de Nevers...e outros não muito conhecidos.

Documentos Secretos ou Lês Dossiers Secrets descobertos na Biblioteca Nacional da França

E um dos nomes citados é, o de Leonardo da Vinci.

 

Numa publicação feita pelo governo francês, na qual todos os grupos e sociedades civis devem ser registrados, existe de fato o “Priorado de Sião” descrito como “Monastério do Sinai” (Prieuré de Sion). Seus objetivos: “Estudos e ajuda Mútua a Membros”.

Fato registrado na edição nº 167 de 20 de Julho de 1956 no Journal Officiel.

Carlo Pedretti, Historiador e Diretor do Instituto Leonardo de Florença

Links Patrocinados

O historiador Carlo Pedretti diz que ficou fascinado, pois pouco se sabe sobre os últimos anos de Da Vinci, exceto que ele foi viver na França. Ele procurou provas de que Leonardo da Vinci pertenceu ao Secreto Priorado de Sião (Prieuré de Sion).

Nesse documentário transmitido pela GNT, Pedretti afirma que encontrou algumas ligações que não poderiam ser jamais inventadas e resolveu investigar a fundo, mas não encontrou mais nada, pois durante as grandes perseguições, muitas obras, livros e documentos secretos haviam sido queimados, e os que restaram ainda estão muito bem escondidos, mas ele diz que continuará investigando.

 

 

Mapa da França - Idade Média

 

Segundo estudiosos, a idéia predominante é de que Maria Madalena não só era casada com Jesus, como também teria tido um filho Dele. E, depois da crucificação ela teria fugido da Terra Santa e trazido a criança para a França. Seus descendentes teriam se casado com a nobreza francesa e formado o Priorado de Sião, uma sociedade secreta que viria a recrutar homens como Leonardo da Vinci.

A princípio não há provas de um filho ou descendentes em nenhum documento histórico.

Os que acreditam que houve um filho acham que essa informação pode ser encontrada nas histórias que circulam há séculos no Sul da França, a mais famosa é O Santo Graal.

 

 

O Cálice Sagrado da Catedral de Valência, considerado o Santo Graal

 

O Cálice de Valência

Segundo arqueólogos, esse Cálice foi feito no século I, na Palestina, com ágata roxa, com 9 centímetros de altura. As Asas de ouro, rubis e esmeraldas incrustadas em sua base foram colocadas no século XIII, dando ao conjunto o tamanho total de 17 centímetros.

Segundo alguns estudiosos, o Cálice foi trazido para Roma por S.Pedro, era o mesmo que Jesus usou na Última Ceia.

 

Depois fugindo da perseguição aos cristãos, foi levado para a Espanha. Lá ficou com um ermitão de nome Juan de Atarés no mosteiro S. Juan de La Peña, dizem que dai surgiram as lendas do Santo Graal e do Ermitão. Foi levado para Zaragoza. De lá para a catedral de Valência, onde existe uma ala chamada "Capela do Santo Cálice" construída no século XIV. Essa imagem à sua esquerda (acima), é o lugar onde se encontra hoje o "Cálice Sagrado" protegido por vidro blindado.

Imagem do interior do Castelo de Winchester - Távola Redonda do Rei Arthur na busca pelo Santo Graal

 

O Santo Graal (O Sangraal ou Sangue Real) é uma expressão medieval que designa normalmente o Cálice usado por Jesus Cristo na Última Ceia e está presente nas histórias Arthurianas, sendo o objetivo da busca dos Cavaleiros da Távola Redonda, único objetivo com capacidade para devolver a paz ao Reino de Arthur.

No entanto, em outra interpretação, ele designa a descendência de Jesus com o “Sangraal” ou “Sangue Real” ligada à Dinastia Merovíngia. Existe também a interpretação de que ele é o representante do corpo de Maria Madalena, a suposta esposa de Jesus Cristo e sua herdeira na condução da nova religião.

 

Segundo pesquisadores, a descendência de Jesus era de sangue real, ele próprio herdeiro do trono de Jerusalém por ser descendente do Rei Davi, migrou para Europa, particularmente para a França e fundou a Dinastia Merovíngia, cuja posição, mais tarde, foi usurpada pelos Carolíngios e pela Igreja Católica. Os Merovíngios se diziam descendentes de reis de Tróia, e isso justifica tantas localidades na França que possuem um nome que lembra Tróia, como Troyes e Paris.

A Historiadora Margaret Starbird acredita que o cálice sagrado que carregou o sangue de Jesus Cristo era a própria Maria Madalena, aquela que carrega o filho, a família Dele.

Maria Madalena - Mary Magdalene in a Grotto - 1876 por Jules Joseph Lefebvre

De acordo com a lenda normalmente conhecida, o cálice foi usado na Última Ceia e na crucificação para colher o sangue de Jesus e foi levado para a França no século I. Os relatos são semelhantes à história de Maria Madalena. Segundo lendas, fugindo da perseguição, um barco sem remos apareceu na costa da França, trazendo o Santo Graal.

A historiadora afirma que o Santo Graal não era só Maria Madalena, mas seu filho com Jesus, e que por ela correr perigo, talvez porque fosse mãe, a família e os amigos dessa mulher tenham mantido-na escondida e que a teriam tirado de Jerusalém e levado para um lugar realmente seguro.

Há também outro relato semelhante de que, quatorze anos após a morte de Jesus, Maria Madalena foi posta em um barco pelos Judeus, sem velas ou remos junto com Lázaro e Martha seus írmãos, St. Máximo um dos 72 discípulos de Auvergne que de fato inclusive batizou M. Madalena, St. Sidonius "o cego", sua empregada chamada curiosamente Sara e o corpo de Santa Ana (St. Anne). Chegando a França e lá permanecendo até os últimos dias da sua vida em contemplação.

Havia uma criança, uma adolescente negra chamada Sara, que teria percorrido os campos de Provença a cavalo curando crianças doentes na mesma época. Mas a lenda diz que ela era uma serva egípcia, e não filha de Maria Madalena. Ela simplesmente desapareceu e ninguém sabe o que houve com Sara.

Você está acessando no momento PARTE IV

 

 

 
TEMAS RELACIONADOS
Evangelho segundo Judas é publicado

Um documento trazendo o ponto de vista de Judas Iscariotes sobre a crucificação de Cristo foi publicado pela National Geographic.

O Evangelho Segundo Judas data entre o século 3 e 4 e acredita-se que o documento, um frágil papiro de 31 páginas, seja uma cópia de um original escrito por volta de 150 dC.

Saiba mais aqui...

 
Manuscrito redescoberto pode reabilitar Judas

Judas, o homem que, por 30 moedas, entregou Jesus aos soldados que o crucificaram, não seria um traidor mas sim um heroi.

Saiba mais aqui...

 
Milagres de Cristo podem ter sido feitos com maconha

Jesus Cristo e seus apóstolos podem ter usado um óleo curativo a base de maconha para curar pessoas com doenças incapacitantes.

Saiba mais aqui...

 
Bíblia mais antiga do mundo

Acredita-se que o Codex Sinaiticus, escrito em grego arcaico, seja uma das 50 cópias das Escrituras encomendadas pelo imperador romano Constantino depois que ele se converteu ao cristianismo.

Saiba mais aqui...

 
 
 

 

Página Principal do Site Mistérios Antigos PARTE I - Ír para a página inicial de Jesus, Maria Magdalena e Da Vinci... Ír para a página Índice de Livros Proibidos... PARTE II - Jesus, Maria Magdalena e Da Vinci... PARTE III - Jesus, Maria Magdalena e Da Vinci... No momento você está acessando...PARTE IV - Jesus, Maria Magdalena e Da Vinci... PARTE V - Jesus, Maria Magdalena e Da Vinci... PARTE VI - Jesus, Maria Magdalena e Da Vinci... Sua Opinião é Importante ! Ordem Templária - Rua do Templo - Paris Preceptoria da Ordem do Templo - Rothley Church - Leicestershire Temple Church - Londres - Preceptoria Templária
ESPECIAL